TIJP 55 - O futuro dos Trabalhos

publicado em 12 de julho de 2021
Atualizado em 12 de julho de 2021
Image by miloszelezny from Pixabay

AI, frequentemente comentamos ou falamos sobre essa tecnologia. É uma área rica, que tem evoluído constantemente e que chama muito a atenção, principalmente pelos seus impactos na sociedade.

Gosto de pensar que caso não fosse da área de TI, eu estivesse trabalhando com algo que envolvesse história.

Apesar de nunca ter sido um grande fã de escrever, especialmente copiar no caderno trechos do livro ou mesmo do quadro negro, o conteúdo da matéria sempre me fascinou muito. Nunca me importei pra datas, isso sempre foi o de menos pra mim, eu me importava com as motivações, os por quês, os resultados, o impacto que decisões tomadas por pessoas teve sobre a sociedade!

Eu sempre gostei de usar uma dessas frases que a gente por ai na web.

Nascemos muito tarde para as grandes navegações e descobertas, e muito cedo para viajar pelo espaço.

Autor desconhecido por mim. Caso alguém saiba, me ensina por favor.

Essa frase representa minha mini paixão por história e também todo o meu descontentamento em viver em uma era/tempo, em que parece não ter nada de impactante acontecendo a nível de História.

Analisando hoje, especialmente aqui sentado escrevendo essa postagem, percebo que estava muito errado na minha visão geral e não posso usar a frase no mesmo contexto novamente. Na verdade estamos vivendo um momento histórico da nossa existência, que na minha opinião revisada, tem o mesmo peso das grandes navegações e exploração espacial.

Vivemos em um momento de nossa história no qual estamos cada vez mais: conectados, interagindo, produzindo e consumindo conteúdo e passando por mudanças significativas ao nosso modo de viver. Graças a cada novo marco dos últimos 30 anos como: computadores pessoais, internet, smartphones, 4G, computação nas nuvens e claro a AI entre outros. Nós avançamos freneticamente, até mesmo exponencialmente ( Olá~~~ Lei de Moore ), até chegarmos a esse ponto de grandes questionamentos, reflexões e incerteza sobre o que futuro nos reserva, tal como nosso tema, o futuro dos trabalhos.

Agora se todo esse processo, essa cadeia de eventos não ganhar o peso das grandes navegações e descobertas daqui uns séculos nos livros de história, significa que fiz muito bem em agarrar no TI.

O inevitável

Assim como as grandes navegações, o avanço tecnológico não é "parável", já abrimos as portas de algo que não podemos mais virar as costas ou ignorar, principalmente por todas as possibilidades, imagináveis e inimagináveis, que o AI nos trouxe.

Claro que como nosso tema sugere, a maior preocupação geral está no próprio emprego, sempre nos focamos no que está mais próximo. E não há nada de errado nisso e muito menos questiono sobre esses questionamentos. Já como agimos e encaramos os fatos, o que fazemos com as respostas que obtemos é que faz a diferença e eu opino sobre.

Também acho importante ressaltar que, esse aqui não estarei falando sobre moralidade, iremos tratar disso em outro video e artigo, aqui meu foco é puramente tecnologia.

Além de nossas preocupações, como mencionado acima, a tecnologia traz não apenas inovações, mas também soluções para problemas existentes ou futuros.

Não é segredo que o Japão, entre outros países, enfrentam problemas populacionais como, encolhimento, baixa natalidade e o desequilíbrio das faixas etárias. E por isso a Automação e uso de AI são vistos como solução para essas questões enfrentadas aqui.

Sempre falamos da falta de profissionais de TI no Japão, mas várias outras áreas também sofrem do mesmo problema de mão de obra, e diferente de talvez uns 30-35 anos atrás quando descobríamos ainda o que o TI como um todo poderia oferecer, hoje já temos certeza!

Já estamos desenvolvendo e testando soluções para esses problemas e indo além, como proposto na visão da Sociedade 5.0.

O futuro dos caixas e atendentes

Se você gosta de fofocar com os caixas e atendentes, dos mais diversos estabelecimentos, provavelmente terá que mudar de hábito!

Para quem ainda não sabe, nos Estados Unidos e Inglaterra, a Amazon já tem 30 lojas de conveniência chamadas de Amazon Go, no qual você escaneia um código gerado pelo App da Amazon em seu SmartPhone quando entra na loja, pega o que quer das prateleiras, guarda tudo e simplesmente vai embora! Veja só como é no video abaixo.

Video demonstrativo e explicativo não oficial do Amazon Go

Bacana não!? E que tal o BingBox da China?

Video demonstrativo e explicativo não oficial do BingoBox

Claro que por mais que discutimos constantemente sobre o evidente atraso em TI do Japão, sim, eles também estão produzindo soluções como:

DIME LOUNGE STORE

Video demonstrativo e explicativo não oficial do DIME LOUNGE STORE

TOUCH TO GO

Video demonstrativo e explicativo não oficial utilizando Touch To Go

Vale notar que o Touch To Go não é uma loja como as outras apresentadas, é uma solução de pagamento que em teoria pode ser implementada em qualquer loja como Loja de conveniência FamilyMart, Academia Jexter (Site Jexter), Fast food Becker's entre outros que estão testando.

Outros

Também temos lojas de roupas como o ムジンノフクヤ - Mujin no Fukuya, ou "Loja de roupas sem atendentes" (tradução livre) e uma filial de loja que vende Gyoza, 餃子の雪松 - Gyoza no Yukimatsu de 阿佐ヶ谷店 - Asagaya ten.

Pode-se notar nos primeiros exemplos, o uso pesado de tecnologia como varias câmeras, monitores, portões entre outros. Isso já é bem mais simples ou até inexistente nos últimos, que contam com camera simples e máquina de venda de tickets que pode não ter troco.

Ele lembram muito um sistema muito comum, porém caindo em desuso no Japão, principalmente no interior, de venda de legume e verduras dos produtores locais, conhecido como 無人販売 - Mujin Hanbai, "Venda sem atendentes" (Tradução livre).

Roubarão nossos empregos!

Bem já falei muito sobre loja sem atendentes, e creio que está claro que em sua grande maioria se tornará o padrão. Mas o que mais o AI irá substituir?

Como havia dito na live, em 2015 a 野村総合研究所 - Nomura Research Institute, com base no artigo: The Future of Employment - Carl Benedikt Frey & Michal A. Osborne, da Universidade de Oxford, e realizou uma pesquisa aplicando a metodologia do artigo visando as 601 ocupações previstas no Japão.

Eles chegaram a conclusão que no período de 10-20 anos, 49% da população trabalhadora podem ser substituídas por AI e robôs.

É um artigo curtinho e resumido que foca mais em listar as 100 ocupações com maior risco de serem substituídas e as 100 com menor risco. Quem se interessar nas métricas e se aprofundar, aconselho ir no artigo original.

Agora como prometido, irei listar as ocupações. Começando com as de maior risco.

1 Tradução livre e com ajuda de tradutores online.
2 Irei descrever todas profissões no masculino, mas é válido também no feminino.
3 Alguns termos estão listados como um dos processos de fabricação
ou o resultado.

Maior risco de 1-20
  • Operário de componentes eletrônicos
  • Escriturário geral
  • Fundição
  • Escriturário hospitalar
  • Recepcionista
  • Montagem e reparo de equipamentos de comunicação
  • "Guardinha" de estação
  • Retificadoras NC
  • Torno NC
  • Auditor contável
  • Fabricante de papel processado
  • Escriturário de empréstimos
  • Funcionário de escola
  • Montador de câmera
  • Carpintaria mecânica
  • Dormitório / Gerente de condomínio
  • Operador de CAD
  • Cozinheiro de refeitório
  • Escriturário de educação / treinamento
  • Escriturário administrativo (de órgão federal)
Maior risco de 21-40
  • Escriturário administrativo (de órgão municipal)
  • Caixa de banco
  • Metalúrgico / Inspetor metalúrgico
  • Polidor de metal
  • Inspetor de fabricação de material metálico
  • Tratamento térmico de metais
  • Dobrador de metal
  • Escriturário de agência de limpeza
  • Montador de instrumentos de medição (relógios)
  • Segurança
  • Assistente de contabilidade
  • Inspetor
  • Leitor de medidores
  • Construtor civil
  • Moldagem de produtos de borracha (excluindo de pneus)
  • Embalador
  • Armação de janela
  • Coletor e transportador de resíduos industriais
  • Fabricante de recipiente de papel
  • Montador de carros
Maior risco de 41-60
  • Pintor de carros
  • Responsáveis por envios / remessas
  • Coletor de lixo
  • Escriturário
  • Entregador de jornal
  • Gerente de informações médicas
  • Atendente de supermercado
  • Fabricantes de pasta de peixe
  • Escriturário de setor de produção
  • Padeiro industrial
  • Moleiro
  • Encadernador
  • Abastecedor / Vendedor de bebidas de máquinas automáticas
  • Operador de refinaria de petróleo
  • Operador de produção de cimento
  • Inspetor de produtos têxteis
  • Trabalhador de armazém
  • Fabricante de mistura (comida)
  • Topógrafo
  • Vendedor de loteria
Maior risco de 61-80
  • Taxista
  • Carteiro
  • Forjador
  • Gerente de estacionamento
  • Funcionário da alfândega
  • Atendente / Recepcionista de vendas a distância (carta, fax, telefone)
  • Carregadores e descarregadores de carga
  • Escriturário de entrada de dados
  • Engenheiro de telecomunicações
  • Fotocompositor
  • Equipe de manutenção de computadores
  • Fabricante de componentes eletrônicos
  • Condutor de trem
  • Patrulha rodoviária
  • Balconista de oficina de reparos
  • Entregador motoqueiro
  • Eletricista de usina elétrica
  • Inspetor de ensaio não destrutivo
  • Profissional em manutenção de edifícios
  • Limpador de edifícios
Maior risco de 81-100
  • Gestão de materiais
  • Operador de injetora de plástico
  • Operador de chapa de impressão
  • Operador de caldeira
  • Escriturário comercial
  • Empacotador
  • Equipe de gerenciamento e armazenamento
  • Escriturário de seguros
  • Camareiro de hotel
  • Operador de centro de usinagem
  • Costureiro
  • Revestimentos e Metalização
  • Fabricante de macarrão
  • Representante de vendas do correio
  • Escriturário do correio
  • Coletor de pedágios
  • Operador de caixa registradora
  • Limpador de trem
  • Balconistas de agência de aluguel de carros
  • Motorista de ônibus de rota

Agora, vamos ver as de menor risco.

Menor risco de 1-20
  • Diretor de arte
  • Instrutor ao ar livre
  • Locutor
  • Terapeuta de aroma
  • Treinador de cães
  • Assistente social médico
  • Coordenador de interiores
  • Designer de interiores
  • Cinegrafista de cinema
  • Diretor de filme
  • Economista
  • Instrutor musical
  • Curador
  • Conselheiro escolar
  • Guia de ônibus turístico
  • Conselheiro educacional
  • Músico clássico
  • Designer gráfico
  • Gerente de cuidados
  • Consultor de negócios
Menor risco de 21-40
  • Gerente de entretenimento
  • Criador de games
  • Cirurgião
  • Fonólogo
  • Designer industrial
  • Diretor de publicidade
  • Especialista em cooperação internacional
  • Copywriter
  • Terapeuta ocupacional
  • Letrista
  • Compositor
  • Editor de revista
  • Conselheiro industrial
  • Obstetra e ginecologista
  • Dentista
  • Equipe de bem-estar infantil
  • Escritor de cenário
  • Pesquisador de sociologia
  • Diretor de educação social
  • Equipe de cuidados de instalações de bem-estar social
Menor risco de 41-60
  • Equipe de cuidados de instalações de bem-estar social
  • Instrutor de instalação de bem-estar social
  • Veterinário
  • Professor de reabilitação de judô
  • Designer de jóias
  • Professor de escola fundamental
  • Cameraman comercial
  • Pediatra
  • Equipe de desenvolvimento de produto
  • Parteiro
  • Psicólogo
  • Antropólogo
  • Estilista
  • Instrutor esportivo
  • Jornalista esportivo
  • Músico vocal
  • Psiquiatra
  • Sommelier
  • Corpo docente universitário / júnior
  • Professor de ensino médio
  • Consultor de gestão registrado
Menor risco de 61-80
  • Guia turístico
  • DJ
  • Designer de interiores
  • Editor de jornal
  • Cameraman de tv
  • Personalidade da TV
  • Editor de livro
  • Médico
  • Professor de japonês
  • Nail designer
  • Barman
  • Ator
  • Acupunturista
  • Cabeleireiro
  • Crítico
  • Designer de moda
  • Marketing de alimentos
  • Diretor de teatro
  • Artista plástico
  • Florista
Menor risco de 81-100
  • Escritor freelancer
  • Produtor
  • Dono de pensão
  • Babá
  • Repórter de radio
  • Diretor de radio
  • Cinegrafista de imprensa
  • Instrutor jurídico
  • Pesquisador de marketing
  • Desenhista / Escritor de Manga (Manga ka)
  • Músico
  • Maquiador
  • Professor cego / surdocego / escola de enfermagem
  • Professor de jardim de infância
  • Fisioterapeuta
  • Especialista em culinária
  • Balconista de agência de viagens
  • Produtor de discos
  • Gerente de restaurante
  • Engenheiro de som

Na lista dos que irão sumir antes, apesar de não concordar completamente, até entendo estarem ali. Já na lista das "mais seguras", parece bem alinhado com o que o Anderson disse na live sobre as áreas mais humanas. Apesar que eu tiraria da lista de mais seguras as ocupações relacionadas a gestão e marketing.

O futuro dos trabalhos

Considerando tudo até aqui, e também todas pesquisas e relatórios sobre o assunto, certamente até 2050 não apenas as 200 ocupações acima, muitas outras também serão extintas! Mas como comentamos no video, muitas outras surgirão também.

Lembra do Touch To Go que comentei lá em cima? Para tudo aquilo funcionar é preciso muitos aparelhos como: câmeras, sensores, telas, servidores (infraestrutura) e claro software, entre outros. E não a toa eles estão contratando!!! O site também está em inglês, por que não bater um currículo lá!?

E assim como a Touch To Go, novas funções, ocupações, trabalhos vão surgindo, balanceando assim os que desaparecem. Não há como negar que a balança está a favor de exatas nessa nova realidade que desdobra. E por mais que possas parecer desanimador para quem é de humanas, eles veem ganhando cada vez mais espaço no mesmo meio, e me atrevo a afirmar que o híbrido exatas/humanas será o ideal em um futuro próximo.

E quando chegar o dia em que minha ocupação atual for extinta, me dedicarei a História.

Registrarei e narrarei toda essa era, dando o mesmo peso das grandes navegações, e chamarei essa a "Era dos grandes dilemas".

Fontes:

Lei de Moore transformou a sociedade - Português
Nós não estamos preparados para o fim da lei de Moore - Português
Moore’s Law - Inglês
Estatísticas populacionais do Japão - Inglês
Instituto de pesquisas nacional sobre população e bem estar social - Japonês e Inglês
TABI LABO - Postagem sobre Lojas sem atendentes - Japonês
Postagem sobre Mujin Hanbai - Português
Pesquisa no Google Images de Mujin Hanbai - japonês
野村総合研究所 - Nomura Research Institute - Japonês e Inglês
The Oxford Martin Programme on The future of work - Inglês

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Brasileiros de TI no Japão All rights reserved