TIJP 44 - Eletricista no Japão - Analisando as possibilidades

publicado em 7 de abril de 2021
Atualizado em 7 de abril de 2021

Entre os inúmeros desafios em morar no exterior, um que geralmente está em nossas pautas é sobre as oportunidades. Sempre deixamos claro que temos que correr atrás delas e estar o mais preparado possível.
No vídeo de hoje debatemos um pouco sobre a profissão de eletricista aqui no Japão.

Serviços técnicos no Japão

Assim como em vários outros países do mundo, no Japão também tem áreas de atuação que necessitam de licenças para poder atuar.
Elas podem ser as mais conhecidas como: Fork Lift, Maçarico, solda, Tamakake, ou algumas menos conhecidas como: Técnico em manutenção de veículos, Apresentação de mão de obra (Head Hunting - Shokai), Técnico eletricista.
Para se tirar a licença você deve passar por uma prova comprovando os seus conhecimentos, e como estamos no Japão, não só as provas, mas os materiais de estudo também estão em japonês.

Suporte em português

A ABC Japan é uma NPO que iniciou suas atividades em 1994 e que conta com o apoio do Ministério da Educação e do Ministério da Cultura, Ciências e Tecnologia do Japão, e do Governo de Kanagawa e parceria com a Secretaria de Educação da província de Kanagawa.

Eles oferecem curso de japonês para adultos, seminários Workshops para o dia-dia no Japão e também o curso preparatório para o exame  “Dai 2 Shu Denki Kojishi (第二種電気工事士)”, que é a porta de entrada na área de eletricista.

Oportunidades

Geralmente trabalhos de área técnica como eletricista, por necessitarem de licenças e muito estudo sempre tem demanda de mão de obra, logo quem é qualificado, tem maior facilidade em arrumar colocação.

Mas indo além da superfície, os conhecimentos adquiridos como eletricista podem ser vitais para certas áreas de TI, como automação industrial e industria 4.0.

O Anderson já trabalhou em uma empresa em que ele precisava desenhar em CAD as peças, criar o código para a máquina e programar em Ladder para PLCs, onde ele precisou ter conhecimentos de eletrônica.

Conclusão

Sempre puxamos muita sardinha para o TI, como pode ser notado no vídeo, mas é preciso estar ciente que não é só de código que vive o TI! Somos dependentes de várias outras áreas e conhecê-las pode fazer toda diferença em conseguir tocar aquele seu projeto pessoal ou mesmo em conseguir uma boa colocação no mercado de trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Brasileiros de TI no Japão All rights reserved